Mulheres participam e comandam mais de 63 mil empresas no Espírito Santo

Somente nos últimos 12 meses, mais 4.346 empresas foram abertas com a participação de mulheres em seu quadro societário.


Letícia Serrão – Presidente da Jucees

As empresárias Raquel Assis e Cristina Langoni ajudam a compor um grande número de mulheres que estão protagonizando o empreendedorismo no Espírito Santo. Suas empresas fazem parte dos mais de 63 mil estabelecimentos do Estado que contam com mulheres em seu quadro societário e de administradores, sendo 78,1% enquadradas como microempresas.

De acordo com dados da Junta Comercial do Estado do Espírito Santo (Jucees), somente nos últimos 12 meses, mais 4.346 empresas foram abertas, tendo mulheres no comando. Entre as atividades econômicas que mais são escolhidas pelas mulheres destacam-se os segmentos de comércio varejista de vestuário e restaurantes.

Raquel, de 30 anos, é uma delas. Ela tem uma loja de roupas no município da Serra há sete anos, e considera o empreendedorismo feminino muito importante para a valorização do papel da mulher na sociedade. “Acho que quando existem mulheres no comando do negócio as chances para outras mulheres se sentirem valorizadas são bem maiores”, disse.

Já Cristina, 60 anos, é empresária no ramo de consultoria e treinamento empresarial há 18 anos. Ela conta que nunca se sentiu inferior por ser mulher no ambiente de negócios. E acredita que as mulheres devem sempre correr atrás de seu crescimento. “Se você é seguro de si e confia no seu potencial, não há nada que possa te atrapalhar”, afirmou.

Desafios

Mesmo com mais facilidades, há ainda desafios a serem superados. Para a presidente da Jucees, Letícia Serrão, a inovação é um dos percursos para resistira adversidades. “O caminho do empreendedorismo para as mulheres ainda é mais desafiador, mas conhecendo as limitações e com a capacidade de inovar, transformar, o empreendedorismo feminino só tende a crescer”, disse.

Letícia acrescenta: “Apesar das dificuldades enfrentadas pela empreendedora brasileira, muitos setores vêm crescendo com participação importante das mulheres e isso é muito importante para as mulheres e para o mercado”,explicou.

No Estado, a cidade que mais tem empresas com mulheres no comando é Vitória, com mais de 10 mil estabelecimentos, seguida por Vila Velha, com 9.869 e Serra, com 7.599. A faixa etária que mais se coloca no mercado para empreender é entre 30 e 40 anos.

Texto: Andressa Ventura

Informações à imprensa:
Alexandre Lemos
Assessoria de Comunicação da Junta Comercial do ES
(27) 3347-5128
alexandre.junior@sefaz.es.gov.br

<- Voltar

Avisos